Nossa terceira CTG me acalmou. As contrações diminuíram e a médica me liberou do repouso absoluto. Já posso, como ela mesma disse, sair de casa e começar a comprar as coisinhas do bebê – já que estou quase na 25a. semana – mas não devo me exceder batendo perna pra lá e pra cá, nem carregando sacolas pesadas. As enfermeiras neste dia também ficaram um bom tempo à minha diposição, ora aconselhando ora jogando conversa fora e, verdade seja mais que dita, eu não tenho do que reclamar. Desde que comecei o pré-natal, tenho recebido atendimento v.i.p. Todos são atenciosos e simpáticos no nível germânico da simpatia – aquela coisa do nem tanto ao céu, nem tanto à terra – o que me deixa muito a vontade para me comportar naturalmente, sem receio de reprimendas, indelicadezas ou desapontamentos, isto porque já entendi que o segredo da cordialidade alemã está em como você interpreta e aceita as regras. Basta ser um pouquinho como eles que tudo dá certo.

* * *pijama_blog.jpg

Minha necessidade básica desta semana foi um pijama novo com um número maior. Com ele no corpo, consegui a vitoriosa façanha de dormir três horas, acordar, voltar a dormir por mais duas horas e até sonhar. Eis aqui o mais puro exemplo da influência indumentária no sono de uma gestante.

Anúncios